Daniel Imamura

Analista de SEO
Facebook Twitter Gplus LinkedIn RSS
Home Entrevista Entrevista com Bernardo Bauer do blog bernabauer.com
formats

Entrevista com Bernardo Bauer do blog bernabauer.com

bernabauer.comHoje o nosso entrevistado é o blogueiro Bernardo Bauer do bernabauer.com.

Bernardo, como você consegue conciliar o emprego e atualizar o blog sozinho?

Não é uma tarefa fácil. Certa vez fui a uma reunião com outros sites que contam com equipes para produção de conteúdo e a definição que dei para o meu caso é que sou um blog “samba de uma nota só”. Todas as atividades do blog são minha responsabilidade, desde a manutenção do servidor, até a atualização do CMS, passando pela produção de conteúdo e desenvolvimento de ações comerciais. Fazer tudo dá um trabalho enorme.

Ter todas estas responsabilidades e ainda ter que comunicar com agencias e moderar comentários só é possível graças ao smartphone que é o primeiro a me dar bom dia e o último a me dizer boa noite. No trabalho é só através dele que vejo o blog. Durante a semana quase não mexo com o blog. Produção de conteúdo mesmo, só quando tenho o tempo para sentar com calma e ver as noticias que coletei durante a semana para escrever a respeito. Uma coisa importante sobre o meu blog é que ele não é um blog sobre tecnologia, mas sim sobre noticias de tecnologia. Comento a respeito das principais noticias da semana que seleciono.

Uma regra que eu sigo à risca é que no trabalho, faço o que devo fazer lá. Quando estou em casa, fico apenas no blog. Cada um no seu quadrado! ;-)

Quando e por que você sentiu a necessidade de criar o blog?

Comecei o blog no dia seguinte ao primeiro dia de estágio em 2002. Meu objetivo era ter um lugar onde colocaria todas as novidades de tecnologia que eu encontraria pela frente e poderiam ser úteis no meu estágio. Comecei a publicar um artigo por dia com várias noticias que via logo pela manhã. Com o tempo algumas pessoas comentavam no blog e comigo sobre como o blog era legal e como algumas das noticias ajudavam em seus problemas e desafios em geral. Este foi o motivador para, em 2005, sair do blogger e partir para o bernabauer.com como ele é hoje.

Uma das maiores alegrias que tenho é quando alguém que me conhece vira pra mim e pergunta se tenho um blog chamado “bernabauer.com” e me agradece pela dica a pessoa encontrou através do Google em um dos quase 10 mil artigos que eu já publiquei.

Em sua opinião, quais são os diferenciais do bernabauer.com que fazem dele um sucesso?

Acho que a linguagem que utilizo simples, fácil, direta e extremamente informal, é peça fundamental para o leitor voltar ao blog e gostar do conteúdo que produzo. Sempre tive em mente que o blog precisa ter a minha cara, afinal, ele tem meu nome. O blog representa exatamente os papos que tenho com as pessoas sobre os assuntos que abordo. Outra coisa importante é que não produzo tanto conteúdo quanto grandes portais ou até mesmo outros blogs e acompanhar as noticias assim é um tormento.

Já se arrependeu de algum post que publicou?

Não me arrependo de nada que faço. Se fiz algo que não ficou legal, aprendo e me esforço para evitar cair na armadilha de repetir algo ruim.

De todos os temas que você aborda, qual é o que mais gosta de trabalhar?

Recentemente descobri que relacionar o termo “trabalho” com o blog é algo nocivo. Blog é diversão. Se não há prazer na hora de publicar os artigos, virou tarefa mecânica e assim não dá para “blogar”. Todos os temas que publico são normalmente do meu interesse e com os quais gosto de interagir. Porém o que não gosto de fazer é cobrir eventos ao vivo de grande interesse. Sinto uma corrida e competição para publicar em primeiro lugar a novidade. Eu não gosto disto. Não tenho a intenção de ser o primeiro, mas sim o mais completo ou melhor, ser o que mais se aproxima da realidade do leitor. Afinal, do que adianta falar de um gadget que é interessante, mas é para um dia-a-dia de alguém que mora na Suécia? Escrevo para pessoas do Brasil.

O que tenho porém um prazer especial em fazer é avaliar equipamentos. Fiz isto algumas poucas vezes com equipamentos que foram enviados pelos fabricantes. Receber um equipamento para você usar e depois contar como foi é bem divertido. Chato é devolver no final. Melhor seria se pudesse sortear alguns para os leitores. Isto nunca aconteceu com um produto. Apenas com serviços.

Ser blogueiro já é uma profissão, mas a maioria de nós sempre tem atividades paralelas para pagar as contas. Você acredita que no Brasil viver de blogs ainda é uma realidade distante?

Uma das coisas que todos nós buscamos é estabilidade. Os ganhos do blog não são constantes e podem variar de um mês para outro. Apesar de ser possível ganhar dinheiro com blog e também viver dele, acho que o mais prudente para qualquer um é usar esta renda para ter um bom fundo de aposentadoria. Lembrando que o blogueiro não ganha com a produção de conteúdo, mas sim da publicidade relacionada ao conteúdo produzido. Tudo bem que um é conseqüência do outro, mas acho que ainda está distante. Infelizmente.

Bernardo, o que você poderia dizer para os nossos leitores que desejam criar um blog?

Criar um blog pode ser fácil e divertido, mas mantê-lo certamente não é. A maioria dos blogs dura no máximo 6 meses. Criar simplesmente por criar ou para ganhar dinheiro não deve ser a pedra fundamental. O tema do blog deve ser algo que você realmente gosta de fazer ou falar. Copiar e colar JAMAIS! Sempre que utilizar informações de outros sites, cite a fonte. Se depois disto tudo ainda tiver interesse em criar um blog, jamais se preocupe com a visitação. O foco precisa ser na produção de conteúdo. O blog não é para você, é para o leitor.

Muito obrigado pela entrevista Bernardo.

Se você quiser acompanhar a o trabalho de Bernardo acesse bernabauer.com e siga no Twitter @bernabauer.

Daniel Imamura - Analista de SEO Daniel Imamura
Analista de SEO
Engenheiro da computação e apaixonado por SEO
Siga-me no Twitter: @blogdoimamura
 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Captcha Captcha Reload

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>